Como divulgar e lançar um livro: parte 1 – Estratégias Gerais

Você já escreveu o seu livro, quem sabe já tem uma editora e até já assinou um contrato. Agora você deve estar se perguntando: como faço para divulgar o livro? Ou “Como faço para lançar um livro?”.

Bom, sua jornada está só começando.

giphy (41)

Mas antes, que tal relembrar as séries como escrever um livro e como publicar um livro?

Voltando ao assunto…

As estratégias que vou compartilhar aqui, são estratégias que eu criei, como publicitária, para divulgar o meu livro Kerata, o colecionador de cérebros. Você pode acrescentar outras ou contratar um agência, vai depender do seu objetivo e verba.

Então vamos lá, pretendo organizar esta série da seguinte maneira:

  1. Estratégias Gerais
  2. Crie um logotipo
  3. Faça um Site/loja virtual
  4. Esteja no Facebook
  5. Faça anúncios no Google
  6. Gere Conteúdo em blog e/ou Youtube
  7. Faça Parcerias.

Cada item desse será uma postagem, que publicarei às segundas e sextas feiras. Pode ser que eu acrescente algo ou tire, então, essa lista aí pode mudar. Mas vamos ao que interessa, vamos ao assunto de hoje: Estratégias Gerais.

giphy106

Dica 1: Defina perfil do público alvo

giphy (89)

Você precisa ter claro em sua mente quem é o público do seu livro. Por mais que você queira que o mundo inteiro leia, você precisa mirar em alguém ao invés de sair atirando para todos os lados.

giphy105

Quando você define o público, fica mais fácil descobrir onde encontrá-lo, como dialogar com ele, como falar do seu livro e como atraí-lo até você.

Por exemplo, o público do Kerata são homens e mulheres de 18 a 24 anos. Parece meio genérico, mas aqui eu já tenho uma noção de geração. Sei que é um público Millenial, que vai preferir comprar pela internet, que passa horas no Facebook, que adora postar tudo o que faz etc., etc., etc. Inclusive, saber disso já me dá uma noção de preço. Tem que ser um livro acessível.

Uma boa dica para definir o público é encontrar os temas do seu livro. Por exemplo, os temas centrais do Kerata, o colecionador de cérebros, são: investigação criminal, homossexualidade vs religião, violência contra a mulher e abuso infantil.

Tendo em vista estas temáticas, você consegue fazer diversas combinações e perfis de público. Por exemplo, eu criei blocos de público: tenho um público que gosta de investigação criminal, tenho um público LGBT, outro de feministas e outro de defensores dos direitos da criança e do adolescente. E cada um deles tem uma abordagem diferente, uma mensagem diferente, um jeito específico de falar.

Independente dos temas do seu livro, um público é certo: heavy users de literatura, blogueiros, assessoria de imprensa, escritores etc. Talvez seja o primeiro que você tem que mirar por ser composto por influenciadores. E aqui entra o tema Parceria. Mas dedicarei um post só para isso. Então segura o forninho aí.

Tendo isso em mente, você já conhece ir desenhando o seu público alvo.

Dica 2: defina os canais de comunicação

giphy (42)

Não precisa ter muita grana para divulgar seu livro de maneira eficiente, que te traga resultados. Uma vez por dentro do perfil do teu público, você consegue descobrir onde ele anda, o que ele faz e a melhor maneira e horário de falar com ele.

A internet e as mídias sociais são a melhor escolha. Isso porque têm alto poder de segmentação de público, você consegue rastrear tudo e obtém ainda mais informações das pessoas que te procuram, permitindo que você segmente ainda mais. Sem falar que o investimento é infinitamente menor do que os grandes canais de comunicação.

Sendo assim, esteja presente no Google, Facebook, Youtube. Gere conteúdo, faça um blog, faça as pessoas procurarem por você. Não seja o chata que marca todos os amigos numa publicação. Atraia somente quem gosta dos temas do teu livro e pronto.

Está aqui, te escrevendo tudo isso é uma das minhas estratégias de comunicação. Dá uma lida nesse blog, nas outras postagens, repare quantas vezes eu cito “Kerata, o colecionador de cérebros”. O livro nem lançou ainda, mas já está entre os mais vendidos da Saraiva.

Gerar conteúdo te rankea no Google. Quando alguém digita Kerata, o colecionador de cérebros, ou Juliana R. S. Duarte, ou demonstra ter intenção de escrever, publicar ou divulgar um livro, esse alguém vai chegar até aqui. Isso porque eu estou construindo uma estrada de palavras, onde algoritmos hiper inteligentes do Google entendem e conectam todas elas ao meu blog. Mas anota aí: essa construção é a longo prazo. Mas falei sobre isso nas próximas semanas.

Dica 3: defina a verba

giphy 107

Sim, você tem que investir uma grana em publicidade e é bom que você inclua em seu orçamento mensal.

Como eu faço: eu divido meu salário em 4 partes:

  • 50% eu destino às despesas básicas
  • 30% em lazer e cartão de crédito
  • 20% eu guardo para um fundo emergencial
  • 10% eu invisto
  • 5% eu torro com o que eu quiser

Por que só 10%, Juliana?

Porque minha meta agora é criar um fundo emergencial de pelo menos 5 salários. O valor do meu salário bruto atual.

Quando eu criar esse fundo, aí sim eu posso aumentar o valor desses 10% de investimento para 15% ou 20%.

Mas o que é interessante desse planejamento é que assim você não se enrola, não mete os pés pelas mãos, não gera dívida. E isso você precisa controlar bem. É o que eu falei na série Como Publicar um Livro: você precisa se ver como um negócio, como uma empresa cujo produto principal é o livro que você escreve. E isso é fantástico! Porque olha só, você mesmo é o seu próprio produtor.

Outra coisa importante: se você tem dívidas ou está com nome sujo, esses 30% você pode dedicar para quitar seus débitos. E os 5% para o lazer. Vai ser difícil no início, mas é importante que você tenha o nome limpo, não seja enrolado financeiramente. O dinheiro precisa ser teu amigo, teu parça. Ter um bom relacionamento com o dinheiro (não quer dizer ser avarento ou mão de vaca – isso é uma crença limitadora) faz toda a diferença no sucesso do seu livro, aliás, no seu sucesso como pessoa.

***

É isso, fico por aqui. Semana que vem trago mais dicas para esta série. Os posts, diferentes dos demais, serão semanais e não diários. Isso porque essa pauta de conteúdo é mais complexa e talvez eu tenha que dividir em muitos posts.

Beijos,

Juliana R. S. Duarte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s